Quem vai pedir pelo Souza?!

Certa vez fui inaugurar uma escola em uma comunidade na BR-174. Logo que cheguei fui abordado por um cidadão de camisa amarela:

— Prefeito, o senhor tirou o Souza da direção do posto de saúde e colocou uma mulher que ninguém gosta. O Souza é trabalhador, cuida bem das pessoas. Essa mulher não ta com nada. Faça justiça! Coloque o Souza de novo.

Expliquei ao cidadão que essas mudanças eram feitas no âmbito de cada secretaria e que ia mandar ver com o secretário de saúde, Dr. Jesus Pinheiro, o que havia acontecido.

Em seguida, veio uma mulher:

— Prefeito, ponha o Souza de volta no posto de saúde.

Quando terminou a inauguração, o homem de amarelo voltou:

— Prefeito, não esqueça de colocar o Souza de novo no posto de saúde.

Fiquei intrigado com aquilo. Resolvi passar no posto de saúde que ficava bem perto da escola. Lá chegando vi tudo limpo, bem organizado, a responsável me atendeu, prestou todas as informações e passou boa impressão.

Ao final perguntei como era antes dela assumir. Ela relatou que era uma bagunça. Disse-lhe do pleito que tinha ouvido na inauguração da escola. Ela me disse, então, que o antigo chefe, o Souza, não trabalhava, era relapso e se eu tivesse dúvida perguntasse das pessoas que estavam nas proximidades.

Disse-lhe que não duvidava. Agradeci e fui saindo. Quando já estávamos do lado de fora do posto, ela me chamou a parte e disse:

— Prefeito, aquele ali é o Souza.

Era exatamente o cidadão de camisa amarela.

Ao seu lado estava a mulher que havia reforçado o pedido. Fui lá. Antes que eu dissesse qualquer coisa, ele disse: — Prefeito, essa aqui é a minha mulher.

Brabo, eu respondi:

— Meu amigo, você me procura para pedir a volta do Souza. Depois, a senhora reforça o pedido. E agora descubro que tu és o Souza e ela é a tua mulher. Tenha santa paciência!

Ele de bate pronto respondeu:

— Prefeito, mas se o Souza e a mulher do Souza não pedirem pelo Souza, quem vai pedir?!

2 comments

  1. Parece piada um negócio desses né. Mas acredito piamente. O povo tem suas armadilhas para tentar enganar as autoridades. Que malandro!!
    Luziane

  2. Os “souzas” estão começando a voltar nesta nova administração:”relapsos e não gostam de trabalhar” dizem que são protegidos do “homem” e fazem o que querem.

    Isso é um retrocesso:a velha maneira das famosas “indicações”.
    É por causa desses indicados que o funcionalismo é visto como mal educado, pois são esses indicados que são grosseiros com o cidadão.Esses Souzas se acham protegidos.

    lamentável

    Daniel Costa.

Comments are closed.