Novos artigos de Arthur Neto e Cristóvam Buarque

Nunca deixei de aprovar nada ligado ao Prosamim. Consegui, inclusive, que a aplicação da verba seja fiscalizada de perto pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e, para isso, tive que retardar uma das fases da aprovação de um empréstimo, sem, porém, obstaculizá-lo. Espero que esses US$ 77 milhões façam bem às populações mais carentes de Manaus. Meu esforço para aprovar tal empréstimo, sem olhar conveniências partidárias, eleitorais ou pessoais, se baseou no mesmo princípio que norteia todas as minhas ações – o espírito público.


Trecho de “Prosamim”, do senador Arthur Virgílio Neto (PSDB), publicado originalmente no jornal Diário do Amazonas. Clique aqui e leia o artigo na íntegra. Clique aqui e leia o artigo na íntegra.
No Brasil, é normal seus dirigentes serem vistos e sentirem-se como casta, com privilégios muito além dos direitos aos quais o povo tem acesso. Os serviços de saúde e educação à disposição das famílias dos eleitos são completamente diferentes daqueles dos seus eleitores. Ninguém se espanta com o fato de o teto do salário no setor público ser 25 vezes maior que o piso salarial do professor – cujo valor, apesar de tão pequeno, até hoje, um ano depois de sancionado, ainda é contestado na Justiça, como inconstitucional.


Trecho de “Imoral”, do senador e ex-ministro da Educação Cristóvam Buarque (PDT), publicado originalmente no Blog do Noblat. Clique aqui e leia o artigo na íntegra.