Só dois estados têm nota máxima em ranking de equilíbrio fiscal

Só dois estados têm nota máxima em ranking de equilíbrio fiscal

Equilíbrio Fiscal: Amazonas na Série B

Só Pará e Espírito Santo, os dois melhores, na Série A. Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, os dois piores, ná Série D. Veja abaixo.

Serafim Corrêa

Situação nos estados é crítica

Por Ernesto Neves, do RADAR – VEJA

Apenas Pará e Espírito Santo conquistaram nota “A” no novo rating do Tesouro Nacional.

A avaliação, que examina o equilíbrio das contas públicas, foi publicada nesta quarta (6) pelo governo federal.

Resultante da avaliação sobre endividamento, poupança corrente e liquidez, a nota final compõe o chamado índice de Capacidade de Pagamento (Capag).

Trata-se de um rating fundamental para os governadores. Isso porque somente os estados que recebem notas A ou B têm acesso a empréstimos da União.

Veja abaixo o rating de cada estado:

Nota A: Espírito Santo e Pará

Nota B: Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Maranhão, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e São Paulo.

Nota C: Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

Nota D: Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.