Serafim defende que terceirizados da Unisol sejam contratados pelo Hospital Francisca Mendes

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) defendeu na manhã desta quarta-feira (25) que os funcionários da Fundação Unisol sejam contratados diretamente pelo Hospital Universitário Francisca Mendes, tendo em vista que a vigência do contrato com a fundação se encerra no dia 4 de dezembro.

A Susam (Secretaria de Estado de Saúde) informou que vai criar uma comissão de transição envolvendo servidores do órgão e do hospital. A equipe vai trabalhar na organização da nova gestão da unidade. De acordo com Serafim, o estado está oferecendo três alternativas.

“A primeira é contratar uma Organização Social (OS), a outra contratar uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) e a terceira seria contratar os atuais funcionários da Unisol. A Unisol formou uma equipe do maior nível, e está a um passo de fazer transplantes de coração. Ela já faz cirurgias cardíacas bem avançadas e tudo mais. A forma de não perder tudo isso é absorver esses funcionários na Fundação Hospital Francisca Mendes, a exemplo do que já ocorre na Fundação Hemoam, e depois de dois anos fazer o concurso”, avaliou Serafim.

Na terça-feira (24), uma comissão formada por parlamentares, médicos e gestores do (HUFM) se reuniu com o MP-AM (Ministério Público Estadual) para pedir a intermediação do órgão no processo de transição do regime jurídico daquela unidade hospitalar.

“O Francisca Mendes funciona através de um convênio com a Unisol há 13 anos, mas o Ministério Público chegou à conclusão de que a Unisol não pode continuar porque teve diversos problemas na prestação de contas. Manifesto a minha concordância com a solução, que a meu ver é a solução do consenso, que é que os funcionários do hospital, que são terceirizados da Unisol, sejam contratados diretamente pelo Francisca Mendes. É uma solução de consenso”, concluiu o parlamentar.