Serafim propõe que pagamentos sejam feitos em qualquer banco no AM

O deputado Serafim Corrêa (PSB) propôs na manhã desta quarta-feira, 09, um estudo para que o legislativo autorize o pagamento de títulos e convênios em qualquer instituição bancária no Amazonas. Segundo o deputado, há entidades que centralizam pagamentos em determinados bancos, o que acaba prejudicando o cidadão.

“Ocorre que determinados órgãos só aceitam pagamento das suas taxas ou tarifas em determinado banco. Só que ontem, 08, caíram todos os sistemas com o apagão, mas alguns voltaram mais rapidamente, mas estava na hora de vencer os prazos para pagamentos. Recebi essa reclamação de muitas pessoas que tinham prazo para efetuar determinados pagamentos e, por exemplo, o sistema da Caixa Econômica saiu do ar e determinado órgão do poder judiciário só aceita pagamento na Caixa. E a Caixa não dá certidão de que o sistema estava fora do ar”, pontuou Serafim.

O parlamentar ainda disse que os recorrentes apagões que Manaus vem passando são justificados pela concessionária de energia como problema com cabos no Linhão de Tucuruí, “vendido”, anteriormente pela mesma, como solução para as quedas de energia elétrica.

“O interessante é que venderam para todos nós que a solução era do Linhão de Tucuruí, que iria resolver todos os nossos problemas. Agora, toda vez que cai a energia eles dizem que a culpa é do Linhão. Queria entender esses engenheiros eletricistas, que antes vendiam uma coisa e agora vendem outra. E são os mesmos, absolutamente os mesmos. Gostaria que eles dessem a cara a tapa e dissessem quando eles nos enganaram”, questionou.

O líder do PSB na ALE-AM (Assembleia Legislativa do Amazonas) explicou que com a ausência de energia elétrica e, consequentemente, de internet, os sistemas bancários também são atingidos e o pagamento de boletos ficam comprometidos, principalmente quando estão centralizados em apenas uma instituição financeira.

“Não podemos legislar no âmbito dos municípios, muito menos no âmbito da União. Mas, das três esferas de governo, nós temos um hábito muito ruim que é desconhecer que o Brasil tem um sistema bancário totalmente integrado, ágil, digitalizado, conectado. Isso atrapalha a vida de todos. Quero propor para nossos estudos, futura medida legislativa, para que o AM permita pagamentos em qualquer banco. Se aquela entidade quer centralizar os seus depósitos em bancos a,b, ou c, isso é outro problema. Agora o pagamento pode ser feito em qualquer agência conectada no sistema bancário brasileiro”, concluiu.