O trânsito caótico de Manaus

Manaus é sem duvida uma das capitais que mais enfrentam problemas no trânsito. Políticas equivocadas do passado fizeram com que a cidade ficasse quase oito anos sem obras viárias que melhorassem o trânsito e facilitassem a acessibilidade da população. Em um exercício simples de memória, você pode notar que a única obra feita na era Braga foi a passagem de nível e a ampliação da Torquato Tapajós. Nos oito anos da era Alfredo, você observa apenas inaugurações no seu primeiro mandato, todas deixadas pelo seu antecessor, umas em execução e outras planejadas.


Trecho de “O trânsito caótico de Manaus”, do deputado federal Marcelo Serafim (PSB), publicado às quintas no jornal Dez Minutos. Clique aqui para ler a íntegra do artigo.

10 thoughts on “O trânsito caótico de Manaus

  1. BOA SENHOR EX PREFEITO DE MANAUS, LHE LAMEARAM TANTO NÉ? MAIS A JUSTIÇA DE DEUS TARDA MAIS NÃO FALHA. QUE DUS HE ABENÇOE E LHE GUARDE DE TODO MAL, COMO TAMBEM SUA FAMILIA. TUDO TEM SUA HORA….

    [email protected]

  2. E a cereja do bolo: manaus é desagradável de tão quente e abafada. Vc precisa ter um carro. Eu sou super a favor do transporte coletivo, mas ônibus com janela apenas na parte de cima é obra do capiroto.

  3. Manaus está atrasada em pelo menos 15 anos na construção do metrô. Não seria a solução definitiva, pois o trânsito é dinâmico, e demanda medidas constantes para otimizá-lo. Mas seria a radioterapia para o câncer instalado nesta metrópole, que é a máfia do transporte coletivo. Enquanto esses parasitas estiverem mamando nos cofres públicos sofreremos a cada dia, até o colapso iminente. Vc deve saber o que estou falando Sarafa. Foi na Administração do Sr. Arthur Neto, então Prefeito, que a cidade foi loteada para as empresas de ônibus, que dominam não só Manaus, mas a maioria das cidades brasileiras.

  4. Qualquer cidade no mundo, assim como Manaus que não tenha um sistema de transporte coletivo de qualidade, terá um trânsito caótico. Com o atual sistema de transporte coletivo esta falido, ônibus caindo aos pedaços, quem em sã consciência deixaria o seu carro em casa para ir ao trabalho de ônibus?

    Os administradores não buscam soluções para o problema, apenas transferem para administração seguinte, essa história de concorrência onde só uma empresa é detentora do direito de transportar a população já esta mais que provado que não funciona, tem que ser a dotada à livre concorrência entre várias empresas incentivando a competitividade, a população tem o direito ter de escolher não uma mais entre várias empresas qual a empresa que oferecer melhor preço e melhor qualidade no serviço prestado, o usuário escolherá a empresa que melhor lhe atender este é o processo natural de mercado.

    Outra medida que pode ser adotada é o transporte coletivo fluvial, Manaus é praticamente uma ilha e o maior meio de transporte no Amazonas são os barcos porque então não fazer um sistema de transporte coletivo alternativo com transporte de passageiros em barcos pelo rio exemplo: uma linha saindo da Manaus Moderna centro da cidade até a Ponta Negra e outra até o Porto da Ceasa atendendo todos os bairros e moradores no trajeto, são milhares de pessoas que não necessitariam de ônibus para se locomover.

  5. É certo nobre deputado que nos anos anteriores a gestão do Senhor Serafim Manaus em matéria de trânsito não evoluiu muito,ai inclui-se os diversos meios de locomoção,bem como a acessibilidade aos municípes que ficou relegado a um segundo plano por muito tempo.Gostaria de ressaltar o empenho que O senhor Serafim Corrêa a época Prefeito de Manaus deu ao nosso Trânsito e ao sistema de Transporte, quando estinguiu a instituição EMTU e criou o IMTRANS e IMTU dando a ambas total autonomia,pena que teve pouco tempo para plantar todos os frutos inerentes a atribuição das mesmas, mas mesmo assim iniciou com maestria as obras que ai estão.
    No sistema de trânsito acredito que faltou mais agilidade na tomada de decisão de quem estava a frente do IMTRANS para implantação de projetos, visto que a instituição possui técnicos capacitados.Pode ter existido na verdade um sistema de gestão que não conseguiu acompanhar a dinâmica do trânsito ou poderá ter sido falta de conhecimento em matéria de trânsito por parte de quem esteve a frente da instituição,Porque meios o Prefeito Serafim proporcionou com sua gestão seria dinâmica e inteligente à frente do executivo Municipal voltada para atender aos anseios da população.

  6. Não deputado,

    A passagem subterrânea da Antiga Paraíba não vai engarrafar.
    Essa mania de vocês de advinhação ou de engenheiros de trânsito as vezes irrita. Como se a obra que está gastando milhões não tivesse nenhum engenheiro responsável por tal. Como se os engenheiros de vocÊS inexoravelmente estivessem sempre certos.

    Tudo bem, a antiga paraíba tinha 4 faixas de rolamento, isso todo mundo lembra.
    Mas você se esquece de dizer que para as quatro faixas milhares de carros ficavam parados 2, 3 minutos em um semáforo.

    Será se isso não faz diferença pra você ?
    Deixa eu refrescar a sua memória. A rua mais movimentada da cidade, Djalma Batista, possui uma passagem de nível em frente ao Amazonas Shopping. Essa passagem de nível possui duas faixas pra ir e duas pra voltar. E não congestiona alí, com exceção desse período de obras por ser uma excepcionalidade.

    Deixemos essa mania de nostradamus, de advinhação de lado. Lanço um desafio ousado a você. Caso após a inauguração da passagem de nível da Paraíba, existam congestionamentos naquela área, eu escrevo um artigo aqui, no blog do holanda e nos três jornais de maior circulação da cidade reconhecendo a defeituosidade” da obra.
    Caso contrário, você reconhece publicamente que a obra foi boa e você estava enganado.

    Aceita?

  7. Bruno, as vezes, não precisa ser engenheiro ou nostradamus pra ver que certas coisas não tem muita chance de dar certo. Ou você acha que alguem cursa 5 anos de engenharia pra colocar não um, mais dois sinais após a saída de uma passagem subtarranea como na Darcy Vargas ou então colocar um sinal de transito embaixo de um viaduto como na Constantino Nery ou na Recife?
    Você até pode dizer que o sinal da Recife e provisório, que é so enquanto a passagem subterranea da paraiba fica pronta. Mas não se esqueca que na recife tem um sinal logo após decida do viaduto em frente a ALEAM.

    Na Djalma Batista tem engarrafamento sim. Você não sente tanto o estreitamento na hora de passar no cruzamento, porque ja vem parado desde la de trás, com os onibus e carros que param em fila dupla entre o Amazonas Shopping e o Plaza e também pelos pedestres que acham melhor se arriscar atravessando pela avenida em vez de usar a passarela.

  8. Boa tarde.

    Com relação ao exemplo colocado pelo Bruno acho que é totalmente diferente do trânsito da Paraíba. Sabemos que a Av. Djalma Batista tem três faixas e o viaduto tem duas faixas, no entanto, o transito é muito lento antes da passagem de nível e rápido embaixo. Tudo isso é graças ao Shopping Plaza que tem na sua frente uma parada de ônibus o que dificulta a passagem de carros tornando o trânsito lento e ruim até ao Shopping,somente, após esse sufoco, o trânsito flui melhor graças a essa pequena parada. Na Paraíba são quatro faixas chegando a cinco ou seis faixas próximo ao cruzamento com o V-8. Então uma coisa é 3 (três) faixas para 2 (duas) a outra é 4(quatro) ou 5 (cinco) para duas faixas. Torço que não exista engarrafamento até porque continuaram os sinais do Aleixo com a Paraíba e em frente do Shopping Manaura que seguraram o trafego de carros. No entanto, três faixas seriam o ideal numa cidade que a quantidade de carros aumentam a cada mês cerca de 3.000 unidades.

Comments are closed.