‘É melhor entregar a chave da Suframa’, diz Serafim sobre zona franca em Marajó

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) classificou como ‘estupidez’ a proposta do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), de propor a criação de uma nova ‘zona franca’ em Marajó, no Pará. A nova ‘zona franca’ funcionaria a partir de isenções fiscais.

“É um ato de estupidez, será que eles têm noção da besteira que estão propondo? Tenho reiteradamente alertado aqui na ALE-AM que alguns deputados federais do Amazonas insistem numa proposta maluca de ampliar os limites da ZFM e já expliquei 200 vezes porque que isso é inviável. E uma das razões é que isso despertaria o interesse de outros estados que também são pobres e que também querem uma Zona Franca. Eu espero que o bom senso prevaleça e que isso não venha a acontecer, porque se vier a acontecer é melhor pegar a chave da Suframa e entregar para o ministro Paulo Guedes”.

A declaração de Serafim foi dada durante discurso na ALE-AM (Assembleia Legislativa do Estado) nesta quarta-feira, 4.

A declaração de Bolsonaro foi dada em evento de lançamento do programa Abrace o Marajó, comandado pela ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. A medida, segundo Bolsonaro, já teria sido debatida com o governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB).

“Como o Hélder anunciou, eu havia conversado com ele, que ia tomar as providências junto ao nosso ministro da Economia (Paulo Guedes) para ver o que podemos fazer pra isentar no que for possível essa região. Algo parecido com uma zona franca”, afirmou Bolsonaro.

A missão de estudar a criação de uma nova ‘zona franca’, lembra Serafim, caberá ao ministro da Economia, Paulo Guedes, um dos principais opositores da Zona Franca de Manaus.

“Agora estamos vendo o resultado das ações de deputados de outros estados, que ontem tiveram uma resposta do presidente (Bolsonaro). O governador do Pará é um rapaz muito lúcido, muito esperto, propôs o seguinte: “Presidente, a Ilha de Marajó é pobre, então, vamos fazer uma Zona Franca aqui! Eu retiro o ICMS e o Sr. retira todos os tributos, da mesma forma que a Zona Franca de Manaus”. E o presidente Bolsonaro disse agora que vai atender”, alertou Serafim.

Foto: Marcelo Araújo