É dando que se recebe

Deu na Folha de S. Paulo:

Recentes demissões na Infraero causam insatisfação no PMDB

Demissões de cargos comissionados na Infraero criaram insatisfação em lideranças do PMDB do Senado que ameaçam criar dificuldades no Congresso para o governo enquanto o assunto não estiver resolvido.

O ministro José Múcio (Relações Institucionais) tentou tratar da questão com o presidente Lula ontem, mas não foi recebido por problemas de agenda.
Em decisão tomada há duas semanas, o Conselho de Administração da estatal resolveu reduzir para 12 os cerca de 100 cargos sem concurso público que mantinha.

Geralmente preenchidas por indicações políticas, as vagas na Infraero (responsável pela infraestrutura aeroportuária) têm salários que vão de R$ 5 mil a 14 mil.

O líder do PMDB no Senado, Romero Jucá (RR), apareceu irritado na reunião da bancada do partido anteontem. Não foi avisado de que seu irmão Oscar Jucá seria demitido da vaga de assessor na Superintendência da Infraero em Pernambuco. A colegas diz que tem sido desprestigiado pelo Planalto.

O próprio líder da bancada, Renan Calheiros (AL), reclamou de falta de interlocução no Planalto. A avaliação é que Múcio não tem conseguido resolver reivindicações da base aliada. Outros partidos também reclamaram com o ministro da perda de cargos na estatal.

Ontem, Lula jantou os peemedebistas Michel Temer, presidente da Câmara, e José Sarney, do Senado, e o assunto poderia ser tratado.

One comment

  1. É por essas e outras que eu sou adepto radical das privatizações.
    Privatizando a Infraero, Banco do Brasil , Petrobras , Cias de energia etc diminui o mercado desta turma.
    Menos estatais , menos clientelismo , menos corrupção ,menos aparelhamento , maior eficiência e mais impostos para investir em saúde , educação ,segurança .
    Estado forte é Estado pequeno.
    Forte abraço prefeito.

Comments are closed.