A Amazônia não tem solução fora da ciência e tecnologia, diz Serafim

O deputado Serafim Corrêa (PSB) disse que a Amazônia não tem solução fora da ciência e tecnologia. A afirmação foi feita durante lançamento do programa empreendedor Centelha da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), nesta terça-feira, 27, na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).

“A Amazônia não tem solução fora da ciência e tecnologia. Esta é uma lição que deveríamos ter aprendido há mais de 100 anos com os ingleses. Nós dominávamos a borracha no mundo. Os ingleses vieram aqui, levaram as sementes da seringueira para Londres, estudaram, modificaram geneticamente e levaram para a Malásia, onde o clima era  propício para a seringueira e plantaram a seringueira em linha. Com a ciência, tecnologia e inovação eles tiveram ganhos de produtividade muito grande”, explicou Serafim.

Para o gerente da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Marcelo Camargo, inovação traz riscos e continuidade das ações.

“A inovação só se concretiza quando há a captação de ideias colocadas no mercado de trabalho, ou seja, em empreendedorismo inovador e de sucesso. Centelha é um programa de entrada para outros projetos maiores  como o Tecnova 1 e o Tecnova 2”, disse.

A presidente da Fapeam, Márcia Perales, disse que o trabalho em equipe é muito importante para a pesquisa e desenvolvimento da ciência.

“As parcerias são muito importantes. A ciência exerce uma influência enorme em nossa vida cotidiana. Medicamentos, transporte, sistemas de comunicações, satélites, etc., são frutos de avanços da ciência e de pesquisa. Nenhum de nós abrir mão desses avanços. Os impactos dos conhecimentos científicos são da humanidade”, disse Perales.

Centelha

O programa Centelha visa estimular o empreendedorismo inovador por meio de capacitações para o desenvolvimento de processos inovadores e, a geração de empresas de base tecnológicas, a partir da transformação de ideias inovadoras em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos estratégicos do Amazonas.

Com investimento da ordem de R$ 1.820.000,00 (um milhão oitocentos e vinte mil reais), os recursos disponibilizados serão destinados à subvenção econômica (recursos não reembolsáveis) de até 28 projetos de inovação, no valor unitário de até R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais).

Poderão participar pessoas físicas, vinculadas ou não a empresas com até 12 meses de existência anteriores à data de publicação do edital e faturamento bruto anual de até

R$ 4.8 milhões sediadas no Amazonas. Os projetos terão prazo de execução de até 12 meses, não prorrogáveis, contados a partir da data do Termo de Outorga

Etapas

A submissão, avaliação e seleção das propostas serão realizadas em três fases distintas e eliminatórias, sendo elas, Fase 1: Ideias Inovadoras; Fase 2: Projeto de Empreendimento e Fase 3: Projeto de Fomento. As propostas  deverão ser submetidas por meio do Sistema Centelha (http://am.programacentelha.com.br), conforme formulário específico para cada uma das fases, respeitando os prazos estabelecidos do cronograma do edital.

Sobre a Centelha

O Programa Centelha será realizado em 21 estados. No Amazonas, a iniciativa será executada pela Fapeam, sendo promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Finep, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operada pela Fundação Certi.