QUEM GANHA É MANAUS

Da ACRITICA.COM

Projeto de Oscar Niemeyer para Manaus será retomado pelo governo do Estado do Amazonas

O Memorial Encontro das Águas, projetado pelo arquiteto em 2005, foi abandonado pela Prefeitura de Manaus

Por Elaíze Farias

Planta do Memorial do Encontro das Águas, que agora deve ser construído no terreno à margem do rio Negro pelo governo do Amazonas (Divulgação)

O projeto Memorial Encontro das Águas, do arquiteto Oscar Niemeyer, que havia sido descartado pela Prefeitura de Manaus, será desengavetado pelo governo do Estado. O nome passará a se chamar Fifa Fun Park.

Nesta quinta-feira (17), o governador Omar Aziz informou a intenção de retomar a iniciativa, durante visita que fez às obras do Programa Água para Manaus (Proama), no bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste.

A Secretaria Estadual de Infra-Estrutura (Seinf) será responsável pela atualização dos valores da obra.

“Vai ser necessário fazer intervenções de contenção do talude. Por isso o orçamento original deverá ser maior”, disse o secretário estadual de planejamento, Marcelo Lima Filho.

Conforme o secretário também haverá adaptações no projeto de Niemeyer, com o acréscimo de área comercial, pré-disposição para banheiros e área de exposição de artesanato.

“Mas a planta original, aquela imagem que a gente já conhece, vai permanecer”, disse Marcelo.

Após a atualização dos valores feito pela Seinf, um cronograma de obras será instituído. “Este será um legado que a cidade vai ter a partir da Copa de 2014”, afirmou.

O projeto de Oscar Niemeyer foi elaborado em 2005, na gestão do ex-prefeito Serafim Correa, e custou R$ 600 mil.

Há duas semanas, a prefeitura de Manaus confirmou que não é de seu interesse executar a obra.

Conforme o titular da Seplan, a prefeitura deverá doar tanto o projeto quanto o terreno onde será construído o Fifa Fun Park. O local tem vista privilegiada para o encontro das águas.

A localização do futuro empreendimento será numa área conhecida como Mirante da Embratel.

[email protected]

Governo do Amazonas vai resgatar projeto da gestão de Serafim

Por Mário Bentes para o [email protected]

De acordo com Serafim, o projeto custou R$ 600 mil e comtempla, além de um mirante às marges do Encontro das Águas, um parque – o que se encaixa na ideia de adaptá-lo ao Fun Park para a Copa do Mundo.

Manaus – No aguardo da visita da presidente Dilma Rousseff (PT) a Manaus, na próxima terça-feira (22), ocasião em que pretende buscar investimentos para as obras para Copa do Mundo de 2014, o governador Omar Aziz (PMN) adiantou, nesta quinta-feira (17), que quer resgatar um projeto feito na gestão do ex-prefeito Serafim Correa (PSB) para funcionar como ‘Fun Park’.

“Vou trazer de volta o projeto da gestão do ex-prefeito Serafim Correa, feito pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Creio que seja mais viável até para conter custos, até porque a Prefeitura pagou pelo projeto na época”, disse Omar, durante visita ao complexo do Programa de Água para Manaus (Proama).

Procurado pela reportagem, o ex-prefeito Serafim Correa se disse feliz pelo fato. “Fico alegre, muito feliz. O projeto não é meu, é da Prefeitura e ainda leva o nome do Niemeyer, que já tem 103 anos de idade. Espero que ele possa viver para ver essa obra”, disse o ex-prefeito.

O projeto que leva a assinatura do arquiteto que projetou a capital federal começou a ser desenvolvido em 2005, ficando pronto um ano depois. De acordo com Serafim, o projeto custou R$ 600 mil aos cofres públicos e comtempla, além de um mirante às marges do Encontro das Águas, um parque – o que se encaixa na ideia de adaptá-lo ao Fun Park para a Copa do Mundo, de acordo com o ex-prefeito.

Comentário meu: Fiquei alegre com a decisão do Governador Omar Aziz de implantar o projeto de autoria do arquiteto Oscar Niemeyer no chamado Mirante da Embratel, a vista mais privilegiada a partir da margem do Rio Negro do “Encontro das Águas”. Foi um gesto elegante e de grande importancia para a nossa cidade. Agiu certo, também, a Prefeitura em ceder a área e o projeto que lhe pertencem.

Com isso ganha a cidade e ganhamos todos nós.

Por oportuno, até para não ser injusto, devo relembrar como tudo isso começou. Certo dia, o então vice-prefeito Mário Frota procurou-me dizendo que o jornalista Orlando Farias o havia levado ao local e que ele estava encantado com a possibilidade de que lá fosse construído um parque. Posteriormente, fui lá e, também fiquei maravilhado. Levei, em seguida, o nosso saudoso Jefferson Péres que deu a idéia do contato com o arquiteto Oscar Niemeyer para ver a possibilidade dele fazer o projeto.

O Carlos Valente ficou encarregado do contato e no meio do trabalho o renomado arquiteto que projetou Brasília recebeu a visita do vice Mário Frota e ao final fui ao Rio receber o projeto.

A limitação de recursos não permitiu que a obra fosse feita.

Agora com essa iniciativa do Governo do Estado ganha Manaus e ganhamos todos nós.