Qualificação deixa de ser exigência no Manausprev

É lamentável o veto do Prefeito Amazonino Mendes ao projeto de lei que encaminhei à Câmara, e esta aprovou, estabelecendo critérios exclusivamente técnicos para a gestão do Fundo de Previdência de Manaus, o MANAUSPREV. O artigo vetado dizia:

Os diretores serão designados pelo prefeito municipal dentre pessoas qualificadas para o cargo, com formação de nível superior e pós-graduação em área afim, bem como atuação anterior na área previdenciária.

O veto foi mantido pela Câmara, o que significa dizer que não haverá impedimento em nomear pessoas sem qualificação. E mais uma vez é a eliminação do mérito, da competência e da qualificação, numa área em que tudo isso deve ser exigido.

O MANAUSPREV foi criado na minha administração, tem hoje um patrimônio de 250 milhões de reais, é certificado com a ISO 9000 e é a garantia das aposentadorias e pensões dos servidores municipais e seus dependentes.

A ISO 9000 refere-se justamente à qualidade na gestão das empresas.

11 comments

  1. Bem, até que ponto isto faz diferença? Toda a administração municipal (1º, 2º e 3º escalões) é feita por nomeação política, inclusive de parentes próximos (filhos, irmãos, etc…), o que tem demais continuar essa excrecência na MANAUSPREV?

  2. A decisão do prefeito vai de encontro à tendência das gestões públicas mais modernas. Pode-se levantar a hipótese (sem querer aqui afirmar) de que o veto visa dar maior facilidade ao uso dos recursos da ManausPrev para finalidades outras que não aquelas afetas a um sistema previdenciário, podendo ocasionar, em um futuro talvez não tão distante, problemas de pagamento das aposentadorias dos atuais servidores públicos municipais.

  3. Justamente, como o negrone ia chamar seus amigos pra estes cargos…engraçado que mesmo assim a gente se surpreende com esse tipo de coisa!

    E o povão que o escolheu?…sumiram do orkut, blogs dentre outros pontos de discussão. Será que também estão deixando de lado a tecnologia.

    caminhão da internet jáá!

  4. O Prefeito deveria ler o artigo da jornalista Lucia Hippolito, do dia 15, domingo,que fala das providencias do Fernando Color, do PTB, partido do Prefeito, a respeito das nomeações tecnicas,e, guardadas as devidas proporções aplicar em suas decisões.Será que também suspenderá a escolha dos diretores de escola?

  5. Uma vergonha que estejamos retrocedendo ao cargo meramente político, que não atende mais aos anseios da sociedade, visto que até para ser concursado hoje é requisitos uma formação, imaginem quem vai cuidar de aproximadamente 240 milhões que são a garantia da aposentadoria dos servidores do Município.
    Pena que esse prefeito só esteja pensando em seus interesses, esquecendo o povo que o elegeu.
    Cadê a imprensa desta cidade, os formadores de opinião, os programinhas sensacionalistas.. será que todos foram comprados com dispensa de licitação, através do decreto de emergência do mal menino.

  6. Uma vergonha que estejamos retrocedendo ao cargo meramente político, que não atende mais aos anseios da sociedade; pois até para ser concursado hoje é requisitos uma formação, imaginem quem vai cuidar de aproximadamente 240 milhões que são a garantia da aposentadoria dos servidores do Município.
    Pena que esse prefeito só esteja pensando em seus interesses, esquecendo o povo que o elegeu.
    Cadê a imprensa desta cidade, os formadores de opinião, os programinhas sensacionalistas.. será que todos foram comprados com dispensa de licitação, através do decreto de emergência do mal menino.

  7. não é apenas nesse aspecto que o atual prefeito está fazendo mudanças, posso citar algumas outras:
    *algumas informações e até leis que se encontrava muito facilmente na BUSCA da prefeitura dando informações da lei e até o download não existem mais. Temos que perder um bom tempo procurando o que queremos no diário oficial do Município.
    *Até hoje, 18 de Março, não recebi o vale transporte,mês passado caiu depois do dia 20(cade os programas reclamando ao meu favor, falar nisso poe que estão demorando tanto para recomeçar?
    *Segundo um amigo,vc sai, para o mestrado sem problema , só não será remunerado, antes era, e saía em probatório(em se tratando dessa gestão acredito ser verdade, nunca valorizaram educação)
    O atual prefeito é do tempo quem tem a informaçao tem o poder, por isso guarda consigo os números e as letras.Ainda bem que estamos na era da informação, do ministerio público e principalmente de mentes abertas.

    Gostaria Serafim que vc disponibilizasse em seu blog o DOWNLOAD de algumas leis que vc conseguiu aprovar durante seu mandato.
    Um abraço.

    Daniel Costa.

  8. Pois é Sarafa, e o veto vem justamente num período perigoso para os fundos de pensão. Com a queda das taxas de juros e a necessidade de diversificação dos investimentos de maneira segura e rentável, nada mais lógico do que colocar pessoas de capacidade técnica comprovada. Manaus, infelizmente, volta a caminhar na contramão da modernização da Adm. Pública.

  9. MEU DEUS, QUE PONTO CHEGAMOS…É UM RETROCESSO DE ADMINISTRAÇÃO, EU NUNCA TIVE DÚVIDAS DE QUE SERIA DIFERENTE, POREM Ñ SABIA QUE SERIA PRIMITIVA MESMO…QUE PENA! DEPOIS DE TANTO TRABALHO PARA ORGANIZAR A MÁQUINA. RESTA SABER SE OS VEREADORES VÃO APROVAR ESSA LOUCURA.Ñ CONSEGUIMOS MAIS AS INFORMAÇÕES DA PÁGINA DA PREFEITURA, SE ANTES SE ABRIA O DIARIO RAPIDINHO AGORA NEM PENSAR. MEU DEUS TOMA ESSA CAUSA, JÁ QUE OS HOMENS Ñ RESOLVEM.

  10. Meu caro amigo Serafim, você sabe o quanto lutei contra esse veto. A composição política do Conselho Gestor do Fundo é uma temeridade porque esse Conselho administra a aplicação no mercado financeiro de algo em torno de 250 milhões de reais (190 no fundo e 60 de recebíveis) e esse dinheiro é o lastro das aposentadorias e pensões dos servidores públicos municipais. Acho importante dizer que os únicos vereadores que votaram contra forma: Eu, Marcelo Ramos (PCdoB), Eduardo Castelo (PSB), Elias Emanuel (PSB), José Ricardo (PT), Ademar Bandeira (PT) e Henrique Oliveira (PP). E pasmem! Hissa Abraão (PPS) e Mário Frota (PDT) votaram a favor de Amazonino, o último justificou a mim que teria votado errado no painel.

Comments are closed.