O legado de Eduardo Campos aos 55 anos de seu nascimento

Por Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB.

Eduardo Campos faria nesta segunda-feira (10/8) 55 anos. Jovem ainda hoje, nos deixou na flor da idade, titular de dois mandatos brilhantes como governador de Pernambuco, além de uma longa e exitosa carreira política.

O que significa homenagear um ator político de sua estatura? Evidentemente lhe prestar o devido tributo, mas, apenas isso não bastaria. Fazer-lhe a devida justiça implica perseverar na visão de país que cultivou e que, por onde passou, fez o que estava ao seu alcance para materializá-la.

Como em 2003, investido na função de ministro de Ciência e Tecnologia, quando reelaborou o planejamento estratégico da pasta, reorientou os programas espacial e nuclear brasileiros, aprovou a Lei de Inovação Tecnológica e ainda a Lei de Biossegurança, permitindo a pesquisa científica com células-tronco.

No governo de Pernambuco, pisando sobre o chão duro e difícil pelo qual já havia trilhado seu avô, Miguel Arraes, e como ele, cumpriu com o compromisso inafastável com a população mais pobre, invertendo prioridades do Estado. Programas como o Pacto pela Vida, o Mãe Coruja Pernambucana, o Todos por Pernambuco e o Chapéu de Palha Mulher tiveram alto impacto social e foram reconhecidos internacionalmente, no caso dos últimos três.

Mas foi a educação pública sua contribuição política mais relevante, com recordes de investimento e prioridade para a o ensino integral, o que levou o Estado ao 4° lugar no Ideb e o 1° em tempo integral.

A economia também avançou nas suas gestões, com índices de crescimento superiores à média nacional, graças principalmente a investimentos nacionais e internacionais.

Não por acaso, o governo de Eduardo Campos em Pernambuco foi avaliado como ótimo ou bom por 58% da população (CNI/Ibope); 76% aprovaram sua forma de governar e 68% confiavam nele. Entre os 11 Estados pesquisados, Eduardo foi o governador mais popular.

Retomo, então, a questão inicial: como honrar Eduardo Campos, na celebração de seu aniversário de 55 anos? Fazendo de seu vastíssimo legado político um horizonte para a transformação do Brasil, que ainda clama por justiça social, por desenvolvimento e melhoria de qualidade de vida de seus cidadãos.

O PSB tem total clareza dessa agenda que resta por ser materializada, à qual se soma, infelizmente, a luta pela preservação de nossa democracia, tão ameaçada atualmente, sem que os sonhos de Eduardo em 2014 tenham tido a oportunidade de sanar os imensos problemas que o Brasil já tinha àquela altura.

A história, contudo, ainda fará justiça à verdade e chegará o momento, portanto, em que o povo brasileiro se emancipará do jugo do atraso que predomina em nosso país. Neste momento de emancipação, nós do PSB, teremos como estrela guia a visão de mundo de Eduardo Henrique Accioly Campos.

Parabéns por seu aniversário, meu grande e inesquecível companheiro!