Novo shopping de Manaus inaugura dia 7

As obras do Shopping Manauara estão em ritmo acelerado virando 24 horas por dia. Cerca de 2.600 operários se revezam nos vários turnos estão trabalhando para que a data seja cumprida.

Lembro-me que em dezembro, quando o diretor João Pessoa, do Grupo SONAE, dono do shopping, anunciou que a inauguração seria no próximo dia 7 de abril, muitos duvidaram, inclusive eu. Disse-lhe que era muita obra para pouco tempo. Ele me respondeu que o Grupo SONAE estava fazendo o anúncio de inauguração de um shopping pela 51ª vez. Não seria possível que nas outras cinqüenta tudo deu certo, e aqui não desse.

Haverá um fluxo enorme de pessoas já agora no feriado prolongado da semana santa para o novo espaço comercial, que fica entre duas das mais movimentadas avenidas da cidade, a Mário Ipiranga (antiga Recife) e a Umberto Calderaro Filho (antiga Paraíba).

4 comments

  1. Uma obra dessa magnitude, que só vem enriquecer, embelezar e valorizar a nossa cidade – e a minha vizinhança!, só podia ter tido o apoio de um gestor com o seu discernimento e boa vontade para com o município, e por tá acontecendo aqui!
    Parabéns pra vc tb, Sarafa!
    Hoje e dia 03,tb!

    ps: tão dizendo que é o maior da América Latina, será piada de 1º de abril? Nâo parece tão enorme assim!

  2. Manaus como sempre na contramão do progresso.
    Porque um shopping na única via de escoamento de transito do centro da cidade?
    Quais serão as alternativas do fluxo de transito já que a djalma batista? Graças ao Amazonas shopping, o fluxo já é bem conturbado, e agora com o Manaura?
    Basta ver como já está o transito no local(sem falar na sujeira que está ficando) com filas duplas e as vezes triplas.
    Nao sou contra a modernidade muito pelo contrário, mas em todo o resto do país e no mundo os centros de compra são oportunidades em levar desenvolvimento de infra-estrutura para outras áreas da cidade, mas aqui em Manaus é sempre quanto mais bagunçado melhor, vide o caso da djalma batista (novamente) com Milleniun, Plaza e AM Shopping, sem falar nos prédios comerciais que estão sendo construidos e nos bancos todo muito próximos gerando uma confusao infernal no transito daquela área.
    Será que nao seria mais interessante construir um shopping desse porte na ponta negra (digo Avenida do Turismo), por exemplo, onde fluxo de veículos nao é tão grande e a carencia de infra-estrura é enorme?
    Sarafa, isso não é uma crítica a sua administracão, acho que manaus perdeu muito em nao o reelegendo, até porque como prefeito era sua obrigação trazer empreendimentos desse porte, mas fica aqui a dica para que possamos enxergar o desenvolvimento da nossa cidade com olho no horizonte e nao para o próprio umbigo.
    Aproveitando, e mudando de assunto, mas ainda referindo-se a desenvolvimento urbano de manaus fica a questao para que alguem possa responder, porque a área da Ponta Negra construída de costa para o rio e área loteada? Acho isso uma tremenda imbecilidade, ainda mais agora que mais um empreendimento em frente a orla está se erguendo. Isso realmente me revolta. De quem sao esses lotes? Quem os vendeu????

  3. O bom senso exige que o canteiro central seja retirado no trecho que fica em frente ao novo shopping. Como infelizmente no trânsito há muitas pessoas mal-educadas (parecem autistas!), a entrada do novo shopping poderá obstruir o fluxo de veículos na faixa da esquerda!
    Já basta o que acontece no cruzamento da Humberto Calderaro (Paraíba) com a Efigênio Sales (V8), onde os carros saem da extrema direita para dobrar à esquerda para a Darcy Vargas, muitas vezes saindo do conjunto Adrianópolis para a Darcy Vargas, como se fossem os “donos do mundo”!

  4. “O Brasileiro” e David, estão corretíssimos!
    Prefeito dessa cidade que revolucionar o trânsito merecerão um prêmio mundial pelo urbanismo emplantado!
    Infelizmente Serafim, apesar de admira-lo muito, creio que esse não foi um dos fortes da sua gestão.
    A idéia de um Shopping vai contra todas as noções básicas de engenharia de trânsito! É sempre um problema capitalista, que acaba sendo delegado ao poder público resolver, um absurdo!
    No caso do Manauara Shopping é mais grave ainda, cada vez que ouço falar nesse Centro de Compras, a imagem provinciana de Manaus me vem a mente, a mesma imagem de uma cidade atrapalhada, que ao querer mostrar um desenvolvimento em larga escala, tropeça nas coisas mais simplórias que existem.
    Dessas coisas simplórias, cito um dos marcos da sua gestão, os parques!
    Digam-me, não seria muito mais interessante aproveitar o grande espaço entre duas das avenidas mais movimentadas da cidade para criar um espécie de “Central Park” ou Ibirapuera(com todas as correções de dimensões) Manaura? Os parques que o Senhor criou, Serafim, são magníficos para a cidade, mas creio que são extremamente distritais, ao passo que atendem os moradores de apenas um pequeno raio do local.
    O que eu imaginava para a área do Shopping, era um parque que integrasse toda a cidade, um pouco para desafogar a Ponta Negra nos fins de semana, criar alternativas de lazer.
    Enfim, parece que o manauara está mais interessado, em quantas “Pizza Hut” terão na cidade, ou numa Livraria Saraiva(que eu particularmente gosto), do que em um local que não atrapalhe o trãnsito e crie uma área verde importante para a cidade.

Comments are closed.