Na Páscoa, vamos comer bacalhau ou impostos?

Da coluna da Mônica Bérgamo, na Folha de São Paulo, sob o título CHOCOLATE SALGADO:

O bacalhau é o produto de Páscoa com a maior quantidade de imposto embutido no preço: 43,78% de seu valor são tributos. Mas são os itens à base de chocolate que dominam o topo da lista. A colomba pascal recheada com o produto tem 38,68% de seu preço em impostos, enquanto aquela com frutas têm 36,02%. Os ovos de Páscoa (38%) e os bombons (37,61%) completam a cesta. O levantamento é do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário.

Ou seja, quando você estiver saboreando um ovo de páscoa estará, em verdade, comendo 38% de impostos e 62% de chocolate. Já se estiver traçando um bacalhau, vai comer, sem saber, 43,78% de impostos.

2 comments

  1. Ainda bem que não sou mega fã nem de bacalao ou chocolate!!!!!!
    Mas, brincadeiras à parte, é mesmo um absurdo.

    Abraços meu Prefeito

  2. Absurdo!
    Devia ser como nos EUA em que os impostos são discriminados no preço das mercadorias.
    Assim talvez a sociedade brasileira não reagiria de modo tão impassível ao absurdo que é trabalhar 05 meses por ano apenas para pagar impostos…
    Dinheiro Seu , Meu , Nosso que é absurdamente desperdiçado pela máquina federal.Só o orçamento do SENADO é de 2,7 bi /ano , para atender 80 gatos pingados. Muito maior que o orçamento da prefeitura de Manaus que atende 2 milhões de pessoas…
    Pior é que são os assalariados e a classe média que pagam a conta, pois normalmente são taxados na fonte, sem possibilidade de sonegar e não recebem a contrapartida dos serviços públicos e ainda tem que pagar em particular se quizerem ter saúde , educação e segurança…
    A reforma tributária necessária para tornar mais justo este “saco de gatos” que é o sistema tributário brasileiro , é coisa para pazer em início de mandato por um presidente esclarecido e capaz. O atual, que não é uma coisa nem outra, perdeu a oportunidade.
    Forte abraço!

Comments are closed.