Mutirão do Conselho Nacional de Justiça

Como você se sentiria de ser acusado de um crime pelo qual, se fosse verdade, você tivesse que ficar, por exemplo, um ano na cadeia. E você passasse preso dois anos, sem que ao menos você tivesse sido julgado?

Claro que muito mal.

Pois essa é a situação de alguns dos mais de 4.000 presos do sistema carcerário do nosso Estado. Por essa razão, o CNJ deu inicio ontem a um grande mutirão que objetiva examinar a situação de cada um dos processos e dar liberdade a quem esteja preso sem base legal.

É bom registrar que esse problema não é culpa exclusiva do Poder Judiciário em sí, mas de toda uma engrenagem da qual fazem parte a Justiça, o Ministério Público, a

Defensoria Pública e alguns advogados.

Clique aqui, vá ao site do CNJ e saiba mais sobre o assunto.

One comment

  1. O correto seria essas pessoas processarem o Estado e a União contra essa barbaridade. Deveriam pedir R$ 50 milhões de reais cada um deles para cada ano que passaram presos ilegalmente. E deveriam descontar esse dinheiro dos salários de todos os responsáveis por essa imoralidade. Se fizessem isso, o próprio presidente e o governador seriam convocados para fiscalizar pessoalmente o cumprimento da lei!!!

Comments are closed.