Faltam remédios no município

Um dos grandes acertos que eu e minha equipe tivemos a frente da Prefeitura de Manaus foi o programa de assistência farmacêutica cujo feito maior foi o Remédio Fácil que garantiu 62 remédios gratuitamente à população. Esse programa foi reconhecido nacionalmente pelo Conselho Federal de Farmácia e atendia mais de 250.000 pessoas todos os meses. Hipertensos e diabéticos do Programa Hiperdia eram mais de 120.000. Em todos os postos de saúde do município de Manaus foram afixadas na parede placas com a lista dos 62 remédios e os telefones para reclamação se houvesse falta. Qualquer falha era imediatamente suprida pela Central através, inclusive, de um serviço de motocicletas.

Quando deixamos a Prefeitura ficaram na Central quase 40 milhões de unidades. Foi uma herança bendita e que manteve as unidades de saúde do município abastecidas até o mês passado quando começou a faltar remédios nos postos, exatamente porque não foram comprados novos para repor o estoque.

Na última sexta feira, compareci a um evento e lá fui abordado por uma mãe aflita de um filho diabético e que depende dos remédios e das laminas. Manifestou-me a sua indignação. Não há mais remédios nos postos municipais.

Lamento o desmonte do programa Remédio Fácil. Como faltam medicamentos, e principalmente os referentes a hipertensos e diabéticos, como captopril e metformina, estão retirando as placas que continham a relação. Acabaram com o serviço das motos para a entrega rápida. A diretoria que cuidava da assistência farmacêutica está sendo extinta. E nesse quadro todo, resolveram inaugurar a Central de Medicamentos, no Campos Elíseos que já funcionava desde 2007. E pior: no local antes reservado apenas para medicamentos agora estão sendo armazenados pneus, sabão, papéis, num procedimento inadequado.

A atual administração municipal tem procurado destruir todos os programas que implantamos. É lamentável. Isso não pune a mim, nem a minha equipe, pune ao povo, principalmente às pessoas mais humildes que não dispõem de recursos para comprar os remédios que necessitam.

14 comments

  1. Seria inocência sua esperar que eles continuassem com um programa que tem a sua imagem. O prefeito atual é o prefeito do “novo de novo”, até parece novela da globo mas infelizmente sem final feliz.
    Depois fazem o programa Remédio Simples, Remédio Rápido, Remédio Popular…. sempre destruindo e construindo de novo, e Manaus…. ah Manaus…. fica na imobilidade novamente…

  2. Absurdo e revoltante. Porém, parece-me que ao menos um grande favor a comunidade, por pior que pareça, o Amazonino está fazendo: forçando-os a serem mais ativos politicamente e protestarem mais. Logicamente isso só acontece em lugares onde o caos está instalado, logo nada mais natural de uma reação de nossa sociedade, que precisou se encontrar com uma situação lamentável para poder reagir. Espero que quando a situação “melhorar”, não voltem a ser tão apáticos politicamente.

    Somente pressionando e acompanhando uma gestão garante-se que ela irá cumprir seu papel para com a sociedade.

    Abraço Serafim.

  3. É muito triste uma situação dessas! Alguém que está no poder não tem nenhuma preocupação e sensibilidade com a população e finge que tudo está “maravilhoso”.

    Manaus, ainda dorme, profundamente na escuridão da tua sombra, acorda Manaus!

  4. Serafim, Manaus e o atual prefeito merecem sim 4 anos de mandato inteiro como castigo tanto para como para o outro, pessoas bem informadas brigam para informar construir e realizar, mas o povo coloca no poder pessoas desconstruindo, desinformando e nada realizando…

    Ja diria Sabiamente Aecio sobre suceder Lula. “Não serei o presidente que continuarei o mandato do Lula e sim o sucessor”.

    Ou seja o sucessor estuda o que vai receber, continua o que o povo julga bom (o povo nunca é consultado) corrige as coisas erradas (ninguém é perfeito) e cria outras coisas boas, tomando como exemplo coisas ruins e boas que aconteceram antes.

    A prefeitura atual, traz velhos vícios e problemas de tempos antigos, desordem, corrupção e propaganda enganosa, mas o povo não tolera mais e vai aprender a colocar pessoas melhores no comando de nossa cidade.

    “O povo apresentara suas armas,
    As costas marcadas, as mãos calejadas
    E a esperteza que só tem quem tá
    Cansado de apanhar”

    Trecho da musica selvagem (Hebert Vianna – Paralamas do sucesso)

  5. Conheço uma enfermeira que confirma tal fato…a reclamação nas UBSs estão cada dia mais violentas…ela falou que além de aguentar os abusos verbais, casos de agressões físicas estão acontecendo…foda é que os médicos e enfermeiros sofrem pelo descaso da prefeitura, levando a culpa e as vezes porrada pela falta de responsabilidade dos outros.

    Manaus de volta ao trabalhooo

  6. É impressionante o descaso da atual gestão municipal. Eles estão completamente perdidos.Até agora só sabem reclamar e mentir.
    Prometiam, na campanha eleitoral, que iam fazer e acontecer. O que estão fazendo, na verdade, é acabar com a nossa cidade. Estão há cinco meses no mandato e o que fizeram? Mudaram o trânsito sem planejamento, acabaram com programas sérios implementados na gestão passada, deixaram inúmeros cidadãos desempregados,estudantes sem estágios, os doentes sem remédios…
    Ainda têm a coragem de ir à Programas de rádio dizer que a culpa de tudo é sua Sarafa.
    Daqui a pouco vão falar que a culpa por está chovendo e da propagação do vírus da gripe A(H1N1) é sua também!

  7. ESSA DENÚNCIA É GRAVE!!!GRAVÍSSIMA!!! DR. DEODATO NÃO PERMITA QUE DESTRUAM O QUE ESTAVA FUNCIONANDO BEM NA PMM

  8. Para tamanho descaso da administração municipal nem os (as) ideólogos(as) do negão tem resposta!

  9. NAO EXISTE MAIS REMÉDIOS NAS UNIDADES DE SAÚDE DO MUNIOCIPIO
    NO TEMPO DO SERAFIM JAMAIS FALTOU REMÉDIO PARA A POPULAÇÃO
    ESSE PESSOAL QUE ESTA AÍ , ESTA FEITO CACHORRO DOIDO SEM SABER O QUE FAZER
    DIZ O DITADO O QUE AQUI SE FAZ , AQUI SE PAGA
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  10. Isso que o Amazonino e seus asseclas da prefeitura estão fazendo com o povo é crime! Os cidadãos que se sentirem prejudicados pela retirada deste direito adquirido devem denunciar o secretário municipal de saúde ao Ministério Público (se houver ministério público no Amazonas!)!
    Não se pode brincar com a vida das pessoas!Não se trata de construir ou não construir um viaduto… não se trata de dar mais ou menos passes… trata-se de negar um medicamento que pode levar uma pessoa à morte! Isso não é uma manobra política da prefeitura… Isso é um ato criminoso, e o secretário municipal de saúde deve saber disso!

  11. PELA 2ª VEZ ESTOU CONCORDANDO COM A SENHORA VÂNIA TADROS. O QUE O SENHOR AMAZONINO ESTÁ FAZENDO COM A PREFEITURA DE MANAUS É UMA VERGONHA.

    ACHO QUE A CULPA É SUA SARAFA DE ESTÁ FALTANDO REMÉDIO TAMBÉM!

    TUDO É CULPA DO SARAFA, KKKKKK!!!!

    VOLTA LOGO SARAFA!!

  12. É COMO MUITA TRISTEZA QUE EU VEJO UM TRABALHO SENDO DESCONSTRUÍDO COMO O DA SEMSA DEIXADO ORGANIZADO PELO PREFEITO SERAFIM E DR. JESUS PINHEIRO. NÃO FALTAVA NADA, TINHAMOS O PREGÃO ELETRÔNICO E MATERIAS E EQUIPAMENTOS DE PRIMEIRA. COMO É POSSÍVEL ENTRAR UMA EQUIPE DE INCOMPETENTES DE MUDAR TUDO? PARECE QUE ELES NEM SABEM O QUE É DISTRITALIZAÇÃO, TÁ TUDO DOIDO.

  13. Onde está o ministério publico que nao vê o que esta acontendo. contratos sem licitação e construtoras fantasmas, denuncias contra secretários que não acabam mais, ou será que estou apelando para o orgão errado talvez se apelasse para o sabino ou irmãos souza desse mais resultado.
    É claro que é ironia parabéns pelo blog sarafa.

  14. Companheiro Sarafa, a Assistência Farmacêutica, vai mesmo de mal a pior, programas implantados como o automonitoramento da glicemia capilar com a distribuição de aparelhos e tiras de glicemia e Doenças sexualmente tranmissíveis, (ambos previstos pelo Ministério da Saúde) além do Tratamento da Toxoplasmose em gestantes e curativos especiais para Hanseníase são alguns exemplos de programas que não estão funcionando, a população sofre pela falta de assistência. Só falta pararem com a distribuição de preservativos que você ampliou, inclusive com a sua inclusão em escolas públicas de nossa capital.

    Quanto a Logística, lembro que você recebeu um almoxarifado de medicamentos em janeiro de 2005, onde o teto baixo aumentava o calor e a umidade do local; condições insalubres de trabalho; apenas 2 caminhões para transporte de medicamentos; Presença de pequenos almoxarifados nos Centros de Referência para distribuição separada e diferenciada para o PSF. Quando você implantou a Central de Abastecimento da Cachoerinha já permitiu condições adequadas para o trabalho e com a implantação do Programa Remédio Fácil foi necessário a inauguração em 2007 da Central do Campos Elíseos. Talvez a atual situação seja consequência do trabalho (ou falta dele) desenvolvido pela atual Direção de Logística da SEMSA, afinal o Diretor era o coordenador daquele antigo almoxarifado de medicamentos que você herdou.

    Mas é claro que a luta continua, caro companheiro.

Comments are closed.