A meia passagem

O transporte coletivo é uma delicada questão de todas as médias e grandes cidades brasileiras. Isto porque envolve um número grande de atores tais como empresários, rodoviários, autoridades, usuários, autoridades, cada um com um interesse específico que, quando atendido, contraria o interesse do outro.

Por essa razão, qualquer mudança tem que ser exaustiva e pacientemente debatida com a sociedade, mas principalmente com esses atores sob pena das relações ficarem cada vez mais tensas. E mesmo quando bastante discutidas, ainda sobram dificuldades de implantação, que dirá quando não há debate.

É o caso da meia passagem para os estudantes em Manaus.

A regra de que os estudantes tinham direito a 120 meias passagens por mês estava na Lei Orgânica, a lei maior do município, de exclusiva competência da Câmara Municipal.

A mudança de 120 meias, sem qualquer condição, para 44 com exigências ocorreu sem o amplo debate, e sendo assim, óbvio que haveria conflito e confronto, no caso, entre estudantes e empresas de ônibus, por terem interesses opostos.

Agora, o que tem que ser feito é a retomada da discussão, de forma ampla, para ao final chegarem a uma conclusão.

O que não pode é o que está ocorrendo, ou seja, a população ser punida ante a falta de sensibilidade daqueles que acham que sabem tudo, entendem tudo e podem tudo.

Não é assim. Os tempos mudaram. Dialogar e debater é preciso. Mais que isso: é indispensável.

2 comments

  1. Serafim,
    Parabens para lucidez e principalmente por sempre ter mantido este espirito democrático, os estudantes não foram as ruas para badernar como a atual administração tenta por para a imprensa, mas, sim para assegurar um direito que é seu, não por beneficio, mas sim como politica publica, pois para aqueles que não sabem, a meia passagem não é um benefício e sim uma política pública para a juventude a formação do cidadão.
    “Educa os jovens para não ter que castigar os adultos”.
    EStamos criando políticas públicas para esta juventude, para que no futuro tenhamos jovens com uma formação muito maior do que tivemos num passado não muito distante.
    O Atual prefeito pode ser petulante, mas não é burro ele sabe a força dos estudantes, e sabe que esta é uma guerra que ele não terá como vencer.
    O jovens estudantes de manaus deram hoje dia 06 de maio um grande exemplo ao BRasil e ao Mundo primeiro, pela forma organizada como fizeram o protesto, segundo pela estratégia utilizada. não fizeram apenas a paralização do trânsito, mas informaram distribuindo panfletos sobre o que estava acontecendo.
    Manaus certamente será manchete dos principais jornais do brasil e as emissoras de TV.
    O Mais importante disso, nenhuma mão foi levantada,ninguem, foi agredido, não houve conflito, tudo no maior espirito democrático.
    Parabens para os nossos aguerridos jovens.

  2. Sarafa a luta foi e esta sendo muito grande, mas esse prefeito não agüentava um ano da nossa administração do PSB a frente da prefeitura ele não agüenta pressão, a meia passagem sem restrição vai voltar 120 meias, é muito legal ver o Negão voltando atrás ahahahahaha obrigado ao povo que por onde nós passamos recebemos um apoio muito grande, mas a luta não pode parar e não vai parar pq. esse prefeito Amazonino enganado Mendes não tem palavra ele pode apenas esta tentando desmobilizar o movimento Valeu Estudantada. Obrigado pelo Apoio Sarafa, Obrigado aos parlamentares que estão ao lado dos estudantes Deputado Federal Marcelo Serafim, Deputado Federal Francisco Praciano, Deputado estadual Josué Neto, Conceição Sampaio, Vereadores Eduardo Castelo, Elias Emanuel, Ademar Bandeira, José Ricardo, Hissa, e outros essa frente parlamentar tem que aumentar cada vez, mas.

    Obrigado Manaus Obrigado a todas as escolas que tiveram a coragem de parar e protestar Valeu Moçada como diz o nosso Hino Nacional “Verás que o filho teu não foge a luta”

Comments are closed.