Faltam lógica e racionalidade à Justiça

Na última quinta feira tive a oportunidade de assistir ao vivo e a cores um bom exemplo da falta de lógica e racionalidade da Justiça, mais precisamente da Justiça do Trabalho. O fato ocorreu na audiência em que o Ministério Público do Trabalho aciona partidos políticos relativamente ao recolhimento de contribuições previdenciárias.

A juíza pergunta: “E o PAN? Cadê o PAN? Não veio?”

— “Dra. O PAN deixou de existir em 2007” — alguém informa.

— “Mas eu não fui comunicada do fato.” — afirma a juíza, irritada.

Advogados e políticos se entreolham e esboçam um sorriso. Afinal, a extinção de um partido acontece no Tribunal Superior Eleitoral. Por que haveria o TSE de comunicar o fato a juíza?

Mas o pior estaria por vir. Ao final a juíza constatou que o PAN não foi citado (aliás, como será possível a citação de um partido que não existe?) e deu o prazo de dez dias ao MPT para que ele informe o endereço. Aqui o melho: o MPT comprometeu-se a fornecer o endereço.

Um partido que não existe, não participa da eleição. Se não participou, como poderia ter contratado cabos eleitorais?

Onde estão a lógica e a racionalidade?

3 comments

  1. Lamentavel que por muitas vezes a justica seja feita sem a devida seriedade. Serafim com admirador e seu eleitor, gostaria de saber sua opiniao da canditatura de Manaus a sub sede da copa 2014. Eu sou totalmente contra, pelos valores apresentados,o que sera de utilidade para nos amazonenses, quem viria jogar em Manaus? Guatemala?Jamaica?Ucrania? Groelandia

  2. PARÁBENS SERAFIM POR ESTA INICIATIVA DE CRIAR UM INSTRUMENTO DE COMUNICAÇÃO COM A POPULAÇÃO.
    EM 2008 TENTEI ENTRAR EM CONTATO COM VOÇE
    DURANTE A CAMPANHA, PARA DAR ALGUMAS SUGESTÕES SOBRE SUA CAMPANHA, MAIS NÃO FUI FELIZ.DE QUALQUER FORMA ESTAMOS PRONTOS PARA UMA NOVA EMPREITADA NO FUTURO, POIS ACREDITAMOS EM VOÇE E NO SEU TRABALHO.
    FELICITAÇÕES
    BOA SORTE (PARA NÓS)
    FIQUE COM DEUS.
    ATÉ A PRÓXIMA.

  3. Essa me lembra o diálogo entre o prefeito de Manacapuru e um asessor, quando indagado por um morador sobre a razão de não haver água em determinado bairro alto da cidade:

    – “Por que não tem água aqui?”, pergunta o prefeito.
    – “A bomba não consegue jogar, senhor prefeito”.
    – “E por quê não?”, perguntou irritado.
    – “É a lei da gravidade, chefe”.

    Resposta do prefeito:
    – “Revoga essa merda!”

    Tem gente que acha que um mundo gira em torno do seu umbigo. Ninguém avisou a juiza…

Comments are closed.